quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Na linha da frente (e por detrás) dos que manifestam o seu descontentamento

A villa teve acesso a esta bela fotografia que ilustra a maneira como os defensores dos direitos dos homossexuais e das lésbicas actuam.
Com efeito, à semelhança do que sucede com muitas organizações policiais, que desde tempos imemoriais aprenderam as vantagens dos chamados agentes infiltrados (onde é que eles se infiltram, no caso dos gays, desconheço em absoluto e nem quero saber), os visados em muitas das manifestações de repúdio que vão ocorrendo por esse mundo fora arranjaram uma maneira discreta de mostrarem o seu desagrado com as mensagens que os vários cartazes vão mostrando ao mundo.
O plano, como se vê, é extraordinariamente simples e eficaz: coloca-se o infiltrado em frente do cartaz com um aparentemente inofensivo cartão na mão e, no momento em que a comunicação social decide captar o instantâneo do momento, ele mostra toda a sua agilidade, para tal bastando levantar um braço, como se estivesse a acenar para a fotografia.
E o resultado final qual é?
GREAT!
Hic Hic Hurra
PS - Sugeríamos, contudo, que numa próxima ocasião o disfarce fosse melhorado, que isto de ir para lá de camisinha rosa...

2 comentários:

Ana disse...

Disfarce, meu amigo?

ORGULHO!!!

À vossa!

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ana,

Até pode ser o orgulho da classe, mas assim dá muito nas vistas!

Mais valia aparecer assim de mansinho, a modos que pelas traseiras da manifestação...

Desta forma, arrisca-se a que todos o queiram ver pelas costas (bom, se calhar é isso mesmo que ele quer...)!

À NOSSA!!!

Hic Hic Hurra