quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Georgia on my mind

É ao som desta intemporal melodia, escrita e composta em 1930 e imortalizada na voz única e esplendorosa do saudoso Ray Charles, que verificamos o estado de desorientação que pode assolar, em termos geográficos, qualquer pobre alma em tempo de crise.
E todos sabemos, afinal, que a Rússia (antiga União das Repúblicas Socialistas Soviéticas) sempre foi um inimigo dos Estados Unidos da América (basta ver os filmes do Rocky), não é verdade?
Por isso não estranhamos o exemplo paradigmático que aqui deixamos...
Hic Hic Hurra

2 comentários:

Ana disse...

Essas confrangedoras confusões evitavam-se proibindo (proibir não está absolutamente "in"?) que se desse o mesmo nome a duas terrinhas diferentes e aí já escusávamos de ter também uma Cuba.

Quantas "Mexilhoeiras" há só neste país?
Se bem que isso até é capaz de ter a sua justificação, uma vez que mexilhões somos quase todos.

À vossa!

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ana,

V. Exa. acabou de referir, ainda que a título meramente exemplificativo, a linda localidade alentejana de CUba?

Ou, pelo contrário, referia-se V. Exa. de forma perfeitamente fiel (em espanhol, língua oficial lá do local a que me refiro, fidel), ao país vulgarmente conhecido por CUba onde qualquer charuto fica imortalizado para sempre como leque, uma vez que Habana?

Bom, para não sermos aqui aCUsados de aproveitarmos o CUmentário para insinuações vis e torpes de natureza sexual tendo em conta a união de pessoas do sexo masCUlino, apenas referimos, en passant (fica bem aqui um bocado de françiú, cuja moeda era o franCU antes do ECU que depois deu Euro), aquela linda história do sindicalista daquele belo (que o é, e muito!) país que, irritadíssimo, numa reunião tida com altas esferas sindicais e elementos do Governo, às tantas, colocado entre a espada e a parede, berrava a plenos pulmões, para quem o queria ouvir:

"Então se assim é, ou Cuba ou eu!!!"
(não leiam, por favor, este desabafo sindical muito depressa, para evitar questiúnCUlas interpretativas, ó fachavor)

À NOSSA!!!

Hic Hic Hurra