domingo, 14 de junho de 2009

Legislativas 2009 - Here we go!

MBD

Muito bem.
O pessoal pediu e, mais uma vez, vamos à luta.
Depois de na “Aldeia Lusitana” termos apoiado a luta do Zé Tó nas Presidenciais 2006, e do Cozinheiro Sueco na campanha autárquica de Lisboa 2007, entendemos sentir-nos preparados para oferecer algo mais aos eleitores portugueses.
É nessa sequência que eu e o Zé decidimos avançar para as Legislativas 2009 com um novo partido denominado “MBD”, sigla de “Movimento Bebida e Democracia”, cujo logótipo se mostra acima exibido.
“Movimento”, porque está na moda tudo o que é partido político novo iniciar a sigla por “Movimento” em vez de “Partido”. Transmite uma ideia de modernidade. E de movimento.
“Bebida”, porque entendemos, como é óbvio, que a bebida constitui um fulcro para o desenvolvimento do País.
“Democracia”, porque é nossa convicção que a verdadeira democracia reside no facto de todos, sem distinção, terem direito à sua bebida.
Somos o único movimento partidário com uma solução estudada para a crise financeira que assola o nosso País, e sem medo de colocá-la em prática: se os dez milhões de cidadãos portugueses se embriagassem simultaneamente, não haveria crise durante um curto período temporal em Portugal (pelo menos enquanto o pessoal não recuperasse a memória após a ressaca).
Temos ideias.
Aliás, algumas das nossas ideias e da nossa motivação irão passar para outdoors: “Nunca baixamos os copos”, “Nós, os embriagados”, “Tá na hora da garrafa”, “Não andamos a brincar aos bêbados” e “Beber tudo por Portugal” serão slogans que muito proximamente irão ser vistos pelas ruas deste País.
O nosso programa governamental irá ser calmamente divulgado ao longo das próximas semanas, ao mesmo tempo que iremos comentando as nossas posições face às posições dos nossos adversários.
Para já, o nosso candidato a Primeiro-Ministro tem uma vantagem relativamente aos demais candidatos: já anda a fazer campanha em tabernas pelas nossas ideias há anos.
Zé Cuscopos a Primeiro-Ministro Já!

1 comentário:

Ze_Cuscopos disse...

Meu caro Nero,

Raios, então eu sou candidato a Primeiro-Ministro de Portugal e só o soube quando aqui cheguei hoje?

Isto de ser o último a saber faz-me lembrar alguém...

Hic Hic Hurra