sábado, 17 de janeiro de 2009

Novo curso de cozinha da Villa

Ministrado pelo Grand Chef du Cuisine Messieur Nérrou, está a deixar muito entusiasmados os jovens aprendizes desta grande arte, que é a da culinária, devido, sobretudo, à inovadora forma de transmitir ensinamentos do mestre.
Querem um exemplo?
Pois bem, ao som de uma conhecida música de Quim Barreiros, perfeitamente enquadrável no tema que agora nos ocupa (intitula-se O Mestre de Culinária), todos os futuros cozinheiros, à vez, aprenderam que para bater as claras em castelo é necessário que se faça bastante força, até se obter um volume e consistência que permitam, depois, alindar as inúmeras sobremesas que utilizam esse ingrediente.
Para tal, bastou apenas que um deles se oferecesse e, segundo os ensinamentos do nosso Grand Chef, não houve alma que não tivesse apreciado a aula prática.
Que teve duas importantes conclusões: a primeira é a de que o voluntário para servir de experiência ficou com o rabinho a assemelhar-se à nossa antiga aldeia depois do contacto com a força piromaníaca do Grand Chef, e a segunda é a de que todos tiveram direito a um diploma que atesta que se mostram perfeitamente aptos a bater claras em... Castelo Branco!
Parafraseando alguém que muito estimamos, honni soit qui mal y pense...
Hic Hic Hurra

4 comentários:

Ana disse...

Não percebo o que se quer insinuar com a frase "claras em Castelo Branco".
Se as claras já são brancas, isto soa-me a redundância discriminatória.
Sempre a meter-se com as minorias, não é?
Se o piqueno gosta de uma sessãozita de "spanking", vem daí algum mal ao mundo?
Os puristas da nossa língua que me desculpem a palavra inglesa, mas não conheço o equivalente em Português.
"Espancamento" remete-nos para as Leonores Ciprianos e assim.
Parece-me demasiado prosaico.
Será "flagelação"?

À sua!

michelin disse...

Não vão faltar candidatos a "cuzinheiros".
Eles podem não aprender grande coisa, mas têm a certeza (e o gosto) de muito levarem no... como dizer?...enfim...pois...

Claro, óni suá...

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ana,

Mas quem é que insinuou alguma coisa?

Nós afirmámos!!!

E até vamos cometer uma inconfidência: o nome do rapazinho que está a ser flagelado, que era indiano naturalizado português, é SADOMAZO AFONSO!

Afonso em homenagem ao fundador da pátria que o adoptou e Sadomazo em homenagem a sabe-se lá o quê!

À Nossa!

Hic Hic Hurra

PS - Sabemos de fonte segura que Castelo Branco, essa nobre e imponente cidade de Portugal, já pondera colocar o seu homónimo em Tribunal, pois toda a gente se ri e faz uma cara esquisita, de escárnio, sempre que o Presidente da Câmara responde, nas conferências que faz pelo país fora, à seguinte questão: Qual é mesmo a Câmara Municipal de que é Presidente?
É que já existem pessoas que fazem essa pergunta com água no bico!!!

Ze_Cuscopos disse...

Caro michelin,

Estes rapazes estão, a bem dizer, abertos a novos métodos.

E o Grand Chef, que é perito nessas coisas, já me confidenciou o drama em que viviam antes de ele lhes ter alargado os horizontes.

Pensavam eles, com grande angústia, o que haveriam de fazer à comida que confeccionavam quando ela sobejasse.

Hoje já não pensam nisso. Como fez ver um dos formandos: "- Hoje já sei o que fazer com o que cozinho. Dou-o a quem mostre nele interesse!"

Hic Hic Hurra