terça-feira, 9 de dezembro de 2008

A recessão (quer dizer...)

Segundo o INE e o Banco de Portugal, parece que vamos entrar em fase de recessão técnica no final do ano.
A questão neste momento para o nosso Governo é simples: como dourar a pílula?
Na senda do já famoso sketch dos Gato Fedorento sobre a censura na Lusa, aqui ficam algumas sugestões ao departamento de comunicação do Governo.
"Portugal está em franco desenvolvimento e crescimento relativamente ao resto da Europa."
"Portugal não se encontra em situação de recessão ou de estagnação, mas sim num período de crescimento económico, ainda que ténue, situação bastante diferente do que sucede no resto da Europa".
"O ano de 2009 ainda não acabou e no final logo se fazem as contas".
Ou, o meu favorito:
"Se nos encontramos em situação de recessão (ainda que não nos encontremos), a culpa é dos Governos do PSD, que tiveram políticas, há cerca de 4, 5 ou 6 anos que conduziram o País a esta situação".

2 comentários:

Ticha disse...

Foi um ano que fomos os maiores relativamente ao resto da Europa... De um dia para o outro começou-se a falar na crise com a garantia dos depósitos bancários e afinal parece que até ao fim do ano estamos em recessão. Seremos todos nós, entenda-se tugas, assim tão parvos para acreditar nas pérolas que o governo profere?!! Agora uma coisa é certa, alguém tem de ser o culpado!

arre sessão disse...

Perdão, a única certeza é que não há culpados. Quanto muito há uns sujeitos que habitaram as casas da sorte, agarraram nas taludas e saíram depois de fecharem a porta (do cofre) devagarinho, pé ante pé (de meia) pela calada da noite, sem acordar a porteira.
E mais não dizem nem lhes é perguntado...