domingo, 14 de dezembro de 2008

Não sabemos o motivo da surpresa!

Todas as televisões, rádios e jornais foram, no dia em que Teixeira dos Santos anunciou que a vida não estaria fácil em Portugal durante os próximos tempos e que até se poderia falar em recessão técnica, como resultado de uma crise aguda na Europa, buscar declarações efectuadas pelo nosso Primeiro-Ministro em que este garantia, cerca de um mês antes, que não se poderia falar em recessão e que o país estava longe de tal cenário.
Mas a villa não se admirou com o teor de tais declarações, pois não nos podemos esquecer que a recessão, que sempre existe, é técnica.
E todos sabemos como é que o Senhor Engenheiro fez a cadeira de Inglês Técnico, para concluir a sua licenciatura, não é verdade?
Hic Hic Hurra

8 comentários:

Anónimo disse...

Bom dia Zezinho! :))

Olha eu aqui, faz tempo né?
Passei rapidinho para informar o moço, que já respiro outros Ares Venenosos :P:P:P em vez de Açoreanos viraram a Alentejanos :P:P:P

Beijão moço******GMDT******

SantaCarinhaDePecado

Rabodesaia disse...

Caro Vizinho,

Fico bastante contente por o ler novamente!

:)

Txim Txim

belarmino disse...

A recessão em Portugal (depois de ter sido negada) anda desfasada porque foi tirada (a ferros) por correspondência.
Tal como certas cadeiras do nosso engenheiro.
Por mim, estou tranquilo, confiei parte dos meus milhões ao Loureiro que tem Dias e o resto nas mãos cândidas do Oliveira. "Ai, Costa, a vida Costa", como dizia o saudoso Pedro Pinheiro nos Malucos do Riso.

Ana disse...

Se a maldita recessão viesse realmente pelo correio como a cadeira do Inglês Técnico, poderíamos respirar um pouco, que ela tardaria a chegar.
Com umas greves pelo meio, a coisa ainda se aguentava até meados do próximo ano.
Infelizmente, as más línguas dizem que não será bem assim, o que parece não tirar o sono ao senhor engenheiro que continua fresco como uma alface.

O assunto não merecia brinde mas como estamos no Natal...lá vai.

À sua!

Ze_Cuscopos disse...

Minha cara SantaCarinhaDePecado,

Isso é que foi uma mudança radical de vida.

Bom, mas por outro lado, a calmaria, por certo, irá manter-se, não é verdade?

Retribuição dos beijinhos, pois claro.

Hic Hic Hurra

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Rabodesaia,

O contentamente é mútuo, Senhora Dona Maria (o respeitinho perante as mulheres casadas é muito bonito)!!!

E permita-me que, retribuindo o brinde com vinho tinto (que é o que eu tenho mais à mão, ou ao pé, sinceramente não sei qual dos dois...), lhe formule votos de grande felicidade para esta nova etapa em Sua vida.

Que, em breve, venham as Rabinhosdesaia ou os Calcinhasdepinçacomvinco para embelezar Vossas vidas.

À Vossa saúde, bem como à de toda a Vossa família e amigos que se alegraram com a feliz e abençoada união.

Ah... e já sabe que será sempre bem recebida nesta villa, por isso venha visitar-nos sempre que possa.

Be our guest...

Hic Hic Hurra

Ze_Cuscopos disse...

Caro belarmino,

Eu, milhões, só se forem amigos, tal como V. Exa..

E esses eu não confio a ninguém, quero-os só para mim, pois são dos bens mais preciosos que possuo.

Além do mais, vê-se pelos exemplos actuais o que é que eles andam a fazer com o nosso dinheiro...

Abraço forte, como habitualmente.

Hic Hic Hurra

Ze_Cuscopos disse...

Cara Ana,

Se chegou por cartinha, a malvada recessão, no mínimo veio em correio azul.

Agora a questão é: e quando é que ela se vai embora?

O que vale é que os nossos governantes, sempre optimistas por natureza, acabaram por cair em si e confessar que se avizinham tempos difíceis para os portugueses.

Bom, para até eles reconhecerem isto... Valha-nos Deus!!!

E retribuo o brinde, não com respeito ao assunto, mas com todo o respeito e carinho que me merece, tornando-o extensivo a toda a Sua família.

Hic Hic Hurra