segunda-feira, 26 de abril de 2010

Não sei se o bom tempo se irá manter

Mas, pelo menos, já deu para os portugueses saírem de casa e rumarem em procissão às praias deste nosso cantinho à beira-mar plantado.
Meninos e graúdos, foi vê-los a passear na areia e a mostrar ao mundo os seus atributos.
Como o cidadão da foto que deixou de lado a excursão em vinha e se lançou, destemido, à conquista das ondas.
Provando ao mundo que esta nova moda, que é a de andar na rua com as calças em baixo, deixando ver as cuecas, não é exclusiva da malta jovem e também pode existir na praia, onde, por não haver calças à mão, só temos de deixar descair o fato-de-banho (ou o que quer que seja que o substitua, para os devidos e legais efeitos).
Hic Hic Hurra

5 comentários:

Red Eagle disse...

A cuecas do bicho é que parecem um pouco pesadas...
Será presente?

Saudações Chaladas

Ze_Cuscopos disse...

Caro vizinho,

Olhando para a idade do exemplar temo que em vez de presente já seja passado.

Ou então sou eu o passado, mas dos carretos...

Por acaso não estará a insinuar que o ataque de ligeira flatulência descambou, ou está?

Hic Hic Hurra

Red Eagle disse...

Por acaso até estou... mas a sugerir que a flatulência descambou em resíduos sólidos...

Saudações Chaladas

Ana disse...

Mas que belo exemplar de raça lusitana!
E, flatulência ou algo mais, não há nada que a água do mar não lave e não leve (desde que a maré não esteja a encher).

À Vossa!

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizina Ana e caro vizinho Red Eagle (resposta conjunta, em tempo de crise, para poupar papel),

Estou a tentar imaginar as situações descritas nos Vossos comentários e...

Chiça!!!

À Nossa!!!

Hic Hic Hurra