segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

À boa maneira do Allo, Allo

A villa decidiu, numa altura em que se torna cada vez mais difícil abraçar a profissão de homem-bomba, que o ano novo teria de trazer maiores compensações pecuniárias para estes heróis que são os professores numa disciplina que, no mínimo, se poderá apelidar de explosiva.
É que, contrariamente ao que possam pensar, para estes que se dedicam ao ensino de tão nobre profissão, o grande boom não tem a ver com qualquer aumento demográfico da população.
E também é verdade que esta é uma cadeira que tem de ser dada por inteiro, nunca poderá ser dada... assim aos bocadinhos (literalmente)!
Hic Hic Hurra

2 comentários:

Ana disse...

Quanto a mim, os alunos deveriam ser também obrigados a imitar o instrutor durante a primeira (e única ) aula.
Isso é que era!

À sua!

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ana,

Também acho que eles deviam ter aulas práticas, todos, antes do início da carreira que, dessa forma, teria um fim precoce ou... fulminante (quase que me atreveria a adjectivá-lo de bombástico).

Mas antes eles (a subir assim na vida) que nós, não é verdade?

Entretanto, à nossa!!!

Hic Hic Hurra