quarta-feira, 8 de abril de 2009

A crise também chega ao exército

Onde os jovens militares de hoje, com a poupança na aquisição dos materiais bélicos e na encomenda de fardas de tamanho adequado, são obrigados a todo o tipo de remendos para conseguir exercer, com alguma dignidade, os serviços exigidos pela pátria-mãe.
Bem, no caso que agora trazemos à colação haverá que, com sinceridade, reconhecer que bem queria o soldadito inserido na marcha que existisse possibilidade de remendar a coisa.
Não exactamente a sua coisa, mas enfim... acho que vocês percebem o que eu quero demonstrar (não é mostrar, pois isso fica por conta dele)!
Hic Hic Hurra

2 comentários:

Red Eagle disse...

Pelo aspecto dos Ferraris que acabei de ver não me parece que ela (a crise) chegue a todo o lado.

Ze_Cuscopos disse...

Caro vizinho Red Eagle,

Há lados que escapam imunes, de facto!

Hic Hic Hurra