sexta-feira, 13 de março de 2009

A villa teve acesso

Aos sinais que vão inspirar, depois de efectivamente traduzidos (e caso não exista trapalhada com a tradução), os novos sinais que irão enfeitar a terceira ponte sobre o Tejo.
De acordo com a intenção do Governo, os preços a pagar pela travessia, nas portagens, serão diferenciados, de acordo com a procura.
E a villa já sabe que quem vai andar à procura são os elementos da Brigada de Trânsito da GNR, sobretudo no período temporal que vai das 7 às 9 da manhã, pois estes têm instruções de autuar todos os veículos que se apresentem na ponte com menos de duas pessoas.
Esperemos é que, com todo esse rigor, a criançada não conte como meia pessoa...
Hic Hic Hurra

6 comentários:

João J. disse...

Isso era giro ser cá... a malta parar na berma a fazer horas para poder passar sem medo de só ir uma pessoa por carro. hehehe

feitobif disse...

E quem levar a vizinha ao colo, no banco traseiro (credo), é só vantagens, paga menos e vai na (d)erecção certa...

Ana disse...

Com a verdade me enganam...

À vossa!

Ze_Cuscopos disse...

Caro vizinho JoãoJ.,

Se a malta parar na berma a fazer horas pode sempre juntar-se em amena cavaqueira com outros em idêntica situação e, passados dez minutos, já há febras e coiratos a assar, pinga da boa, ranchos folclóricos a tocar nos auto-rádios em altos berros, fados de improviso e muita animação.

Vai ser uma maravilha!!! Até se organizarão excursões e, assim sendo, ninguém mais se vai preocupar com as infracções...

E até as brigadas de trânsito se irão juntar à festança, já que irão distribuir balões para soprar aos convivas, para que não se esqueçam da alegria que tiveram.

E tudo está bem, quando termina bem!

Hic Hic Hurra

Ze_Cuscopos disse...

Caro feitobif,

Com a mais-valia das estradas meio esburacadas, que fazem os ocupantes saltar no assento que nem coelhinhos!

Hic Hic Hurra

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ana,

A malta não a pode enganar, pois nunca fala verdade.

Aliás, se alguma vez falámos verdade isso ficou a dever-se a factos relativamente aos quais fomos totalmente alheios.

Pedimos desculpa e a emissão prosseguirá dentro de momentos!

À Sua!!!

Hic Hic Hurra