segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Correio sentimental da Villa



Se fosse o nosso Zé, diria que estava bêbado que nem um cacho e já nem sabia qual era a sílaba seguinte.
Tratando-se de um homem normal, só posso perguntar o seguinte: Como é que querem que um homem fale quando está a dormir?!

1 comentário:

guardador d'ovelhas disse...

Conta-se que, há muitos anos, um alentejano ouviu e gostei da expressão "Beija-me na boca e chama-me Tarzan".
O pior foi quando a quis repetir diante da mulher e não conseguiu lembrar-se.
E só lhe saiu "Maria, bêja-me nos bêços e diz-me babesêras".
É menos obscena que certos palavrões...