domingo, 4 de janeiro de 2009

Nero Snicket - Uma série de desgraças

Eis-me fortuitamente (ah, pois), de passagem.

Desde a última vez que por cá passei, acho que as desgraças se têm sucedido, trazendo-me à lembrança o filme com o Jim Carrey.

Começando.

1. O meu computador

O leitor de DVD do meu PC pifou há cerca de três semanas. Perdido entre os festejos do natal e do ano novo e as respectivas baixas médicas da época, ainda não vi a cor do mesmo desde então. Razão pela qual nem pus cá os pés para os votos de Natal.

2. O meu pópó

No dia a seguir ao Natal, ligo a ignição da quadriga e nada. Lá passei mais de meio-dia em busca de um electricista aberto no dia após o Natal. Consegui uma bateria nova por um valor cerca de 50% acima do valor real, depois de ter encontrado um electricista aberto. Quem disse que os alentejanos são parvos é... parvo.

3. A minha Messalina
Num lindo dia, derrapou no piso, fez uns gestos para cima, outros para os lados, espalhou-se e bateu com a tromba no chão, indo parar ao Hospital. Tive de afirmar à GNR que não tive nada a ver com o empurrãozinho final, e que na altura até estava com a Agripina.
4. A minha Internet
Não tem funcionado. Tenho de ter uma conversa com a PT Comunicações.Hoje, nem o PC é meu.
5. O meu presépio
Devido à influência do filme "Madagáscar 2", o pequeno Nero sonegou-nos a vaca e o burro do presépio. Devemos ter tido o único presépio do mundo com uma zebra, um pinguim e um macaco ostentando um cartaz contra pinguins.
6. O meu filme de Natal
Comprei o DVD do "Mamma Mia" para vermos em casa. Depois de ter colocado o DVD no aparelho, do mesmo se ter recusado a funcionar, e após ter dado uns pontapés no mesmo, descobri que tinha comprado um CD para Blue-Ray e não para DVD. Tivemos de nos contentar com o Malato e o "Jogo Duplo".
7. O nosso Zé
Completa 18 anos amanhã e, como as coisas andam, decerto que me vou esquecer da coisa.
Enfim, um bom ano para todos, esperando conseguir voltar aqui ainda este mês se a PT me deixar.

5 comentários:

Ticha disse...

Vizinhança, deixe lá, melhores dias virão...Bom Ano.
O Zé hoje está de Parabéns? Muitos Parabéns e Muitas Felicidades ao Zé e que nos continue a premiar com a sua escrita.

vespasiano disse...

Depois de ter deitado fogo a Roma, Nero exclamou:"Ó Plutão, ó Persófona! Vós que governais as terríveis e sublimes potências do fogo, fazei que os meus olhos de artista possam admirar o que Eneias viu e Homero cantou: uma cidade em chamas".
Este trecho pertence a uma aventura de Fúlvio Luceri, o arrojado pirata que comandava a "Águia dos Mares".
Vinha num álbum do "Cavaleiro Andante", num número especial de Natal.
Coisas de outro tempo...
Nunca esqueci a bela tirada e aqui a deixo para tentar que este novo Nero aceite a ideia de que mesmo nas maiores desventuras há um ângulo de beleza e de esperança.
Não digo uma "janela de oportunidade" porque é piroso...

Ze_Cuscopos disse...

Cara vizinha Ticha,

Agradecemos os votos de Bom Ano e eu, pela minha parte, agora que finalmente vejo atingida a maioridade, fico-lhe muito grato pelos votos ontem formulados.

Ontem não estava em condições de comentar nada, foi uma de caixão à cova!!!

Há que comemorar, não é verdade?

'Inda por cima hoje tenho uma amiga que faz anos e...

Hic Hic Hurra

Ze_Cuscopos disse...

Caro Vespasiano,

Fantásticas palavras que, adaptadas ao "nosso" Nero, poderiam agora ser:
"Ó Plutão, ó Persófona! Vós que governais as terríveis e sublimes potências do fogo, fazei que os meus olhos de morcego possam admirar, por sonar, o que o Batman viu e o bardo de Astérix berrou: uma aldeia em chamas, a lusitana!".
Que eu, armado em Robin (o imortal companheiro do Batman, não é o dos Bosques e ainda bem que, para caso, teria dado um verdadeiro desastre ecológico ou ambiental, com Sherwood a arder às mãos de Nero), apenas consegui exclamar, quando deparei com as cinzas da aldeia: "Oh my Gotham!!!"

Abraço forte e obrigado pela vespasiana comunicação de ontem!

Hic Hic Hurra

Post Scriptum - Meu caro Nero, relativamente a tudo o que descreves, sê higiénico como o teu amigo Pilatos e lava daí as tuas mãos! A vida é como os senadores de Roma: umas vezes estão em cima, outras em baixo (de quem? Das escadarias que levam ao Senado, é claro, ó mente conspurcada...!).

João J. disse...

Epá.. isso é que foi um final de 2008 e inicio de 2009 animado... fogo, quem me dera ter essas aventuras todas...
Bom 2009 e que a villa continue em boa forma!