sábado, 3 de janeiro de 2009

Contas à Teixeira dos Santos

Assim denomina a Villa esta pequena pérola que encontrou por mero acaso.
Com a necessidade de indicar, ao pormenor, tudo o que se consome nos restaurantes, há que justificar, depois, certas quantias que aparecem como por magia nos recibos.
E esta técnica parece-nos, de longe, a mais apropriada, pois não há nada que a proíba.
Hic Hic Hurra

4 comentários:

Ana disse...

Isto é o rigor nas contas.
O cliente agradece a maneira como foi atendido e o empregado responde com um "nothing at all".
E depois lá vem o "nothing" no talão.
Há lá coisa mais transparente?

Ó cabecinhas maldosas!

À vossa!

guru guloso disse...

Lamento, mas esta continha foi feita nos "Pastéis de Belém", pelo que a última parcela diz respeito a dez dúzias de pastéis de nada...

Ze_Cuscopos disse...

Caros Ana e guru guloso,

NADA a dizer de tão ilustres comentários e comentadores!

À Vossa, de ambos os dois!!!

Hic Hic Hurra

João J. disse...

O nada está cada vez mais caro... bolas...