sábado, 20 de dezembro de 2008

Tendo em atenção os últimos escândalos com a Banca

A villa sabe que José Sócrates pondera demitir Vítor Constâncio do seu cargo de Governador do Banco de Portugal.
Já não bastava ter visto, embora tardiamente, que o BPN estava prestes a abrir falência (o que, num banco, é algo de muito fácil, como se sabe), que o BPP também não está famoso e que, agora, o BCP-Millenium também fez umas quantas falcatruas (até já tenho medo só de pensar no estado dos outros bancos nacionais), ainda por cima veio a público falar sobre o assunto numa altura em que a selecção nacional não anda a fazer boa figura e o pessoal tem ligado pouco ao futebol?
Não havendo estes meios de distracção do povo, que desviem a sua atenção destes assuntos melindrosos que provam à saciedade que há muita gente desonesta investida em altos cargos em Portugal, como é possível governar-se um país?
Por isso, em breve o chefe máximo do Executivo nacional irá anunciar que Stevie Wonder será o substituto de Constâncio, que irá passar a uma situação de pré-reforma com uma pensão vitalícia de milhares de euros e mais umas quantas alcavalas para ajudar a manter um nível digno de existência a quem tão relevantes serviços prestou à Nação.
Stevie Wonder, por seu turno, mostrou-se muito feliz, embora preocupado por não perceber patavina de português ou mesmo do sistema bancário luso, mas confessou-nos que foi incentivado por Sócrates quando, em conversa, este lhe referiu:
"- Mas, meu caro Steve... posso tratá-lo por Steve?... obrigado... sinceramente, não estou a ver qualquer tipo de problema. Você vê?"
De facto...
Hic Hic Hurra

2 comentários:

josé feliciano disse...

Resposta do senhor Maravilha, vulgo Wonder:
Sabe, José, não vejo nem tenho escrúpulos. STEVE, perdi-os...

Ana disse...

Talvez não seja muito avisado entregar cargo de tanto relevo a um americano, ou não haverá quem consiga calar a verdadeira Esquerda (Manuel Alegre incluído).
E nós temos o José Cid, que é quase tão qualificado como o bom do Steve, desde que lhe coloquem uma venda à Dayan, no olho são.
Assim como assim, se é para continuar a dar-nos música, parece-me que também serve perfeitamente, com a vantagem de se cumprir a velha recomendação:
"PREFIRA PRODUTOS NACIONAIS!"

À sua!